Usiminas

Usiminas Mecânica promove workshops sobre pontes e viadutos metálicos em São Paulo e Brasília

03-10-2017

Após evento em Belo Horizonte no mês de junho, sequência de workshops foi realizada com participação de empresas e órgãos do governo

Cerca de 50 representes de 23 empresas e órgãos governamentais responsáveis diretamente pela execução de obras em vários segmentos participaram do 2º Workshop sobre fabricação de ponte e viadutos em aço. O evento foi realizado em São Paulo (SP), no dia 21 de setembro, quando a empresa apresentou as vantagens no uso de estruturas metálicas, a tecnologia dos aços Usiminas e casos de sucesso de projetos realizados no Brasil e no exterior.

O debate também foi realizado em Brasília, no último dia 27, dedicado a representantes e empresas consultoras do Governo Federal. Foram 38 participantes enviados por órgãos governamentais como Ministério dos Transportes, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Valec, empresa pública vinculada ao Ministério dos Transportes.

As apresentações para o mercado são parte de um amplo trabalho da Usiminas, desenvolvido em conjunto entre a empresa de bens de capital e a siderurgia. “Queremos disseminar a utilização do aço como uma solução inteligente e de grande contribuição para o desenvolvimento do país. É preciso superar paradigmas, mostrar que temos produtos inovadores, inteligência de engenharia e muito mais para promover o desenvolvimento sustentável e implementação de inovações no Brasil. A economia dá sinais de recuperação para o próximo ano e esperamos o retorno dos investimentos. Isso nos coloca como opção para viabilizar projetos de infraestrutura e industriais,” apontou o diretor-executivo da Usiminas Mecânica, Heitor Takaki.

O engenheiro Samuel Lamounier Soares, da Usiminas Mecânica, mostrou que o uso das estruturas metálicas supre as principais demandas deste segmento. “Temos resultados muito significativos, como menor peso, condições especiais de montagem, modularização, vão maiores, menor demanda por pilares e fundações, prazo mais curto de execução e redução na geração de resíduos no canteiro de obras”, destacou.

Mudança de cultura

Entre as discussões em curso, foi levantada a necessidade de se propor um novo modelo de consulta e licitação dos projetos para o setor público, com maior abertura para a participação das empresas na fase de concepção do projeto básico. “Hoje, quando recebemos um projeto, principalmente do setor público, eles já chegam aprovados e na maioria das vezes já prevendo uso de concreto,” informa o gerente de engenharia da Andrade Gutierrez, Paulo Nahass.

O engenheiro da área de projetos do Departamento de Estradas de Rodagens de São Paulo (DER-SP), Ricardo Duarte, confirmou a importância do workshop neste sentido. “É possível estudar a viabilidade do uso de aço desde a elaboração dos projetos. Isso passa por uma mudança de cultura em engenharia que usa muito o concreto. O importante é pensarmos que as estruturas metálicas são uma opção a mais.”

Produtos inovadores

Além de mostrar os diferenciais na fabricação e montagem de pontes e viadutos pela Usiminas Mecânica, o desenvolvimento de aços pela Usiminas ganhou destaque. “Como fabricantes, nos reunimos com os projetistas para desenvolver e aperfeiçoar nossos produtos com foco em suas aplicações. A inovação está no DNA da Usiminas, visto por nosso Centro de Pesquisas e equipe altamente qualificada para propor soluções. Foi assim que desenvolvemos aços de alta performance e melhor custo benefício para soldagem, também usados hoje na indústria de óleo e gás, energia e máquinas, por exemplo,” afirma o especialista de produto da Usiminas, Leonardo Turani.

Estes diferenciais foram destacados pelos presentes como novas possibilidades para o mercado. “Atualmente temos projetos em desenvolvimento onde já estamos estudando a viabilidade de uso do aço, visto pelos benefícios apontados. Realizamos obras com a participação da Usiminas Mecânica, como a cobertura de estádios e estamos abertos a novas parcerias. Este evento contribuiu muito neste sentido, com participação massiva das grandes empresas,” destacou Eduardo de Moraes, diretor de engenharia do Grupo WTorre.


Categorizados em: Notícias, Releases