DimensãoSocial

Veja Também:
A Usiminas valoriza as comunidades onde atua, priorizando os fornecedores locais e aprimorando a relação com os clientes, para garantir valor sustentável e competitividade nos mercados em que atua.

Fornecedores

A Usiminas opera com responsabilidade em relação aos fornecedores ao promover ações que reforçam o alinhamento estratégico e a atuação sustentável com esse público. A avaliação de fornecedores estratégicos dos negócios Siderurgia e Bens de Capital considera critérios relativos a qualidade, atendimento, prazo, relações trabalhistas, direitos humanos, trabalho infantil ou escravo, discriminação social, meio ambiente, segurança e saúde ocupacional.

Em 2011, o principal avanço foi a disseminação de questões relacionadas à sustentabilidade, incorporada também a essa avaliação de fornecedores estratégicos. Também no ano passado, a unidade de Siderurgia iniciou a atualização do pré-cadastro de fornecedores, que responderam a um questionário sobre direitos humanos e responsabilidade social e ambiental.

Proporção de gastos com fornecedores locais, por negócio – 2011
Negócios Gasto com
fornecedores
locais* (R$)
Gasto total com
fornecedores (R$)
Orçamento para
fornecedores locais (%)
Mineração 4.252.028,00 284.141.900,00 1,50%
Siderurgia 1.824.084.546 4.859.585.905 37,54%
Transformação do Aço (Soluções Usiminas) 34.627.251,78 249.130.082,75 13,90%
Transformação do Aço (Automotiva Usiminas) 11.864.539 245.957.674 4,82%
Bens de Capital 348.891.291,30 677.949.000,00 51,46%
Total Usiminas 2.223.719.656 6.316.764.562 35,20%

(*) Os negócios Siderurgia, Bens de Capital e Mineração consideram fornecedor local aquele que se situa na Região Metropolitana do Vale do Aço (Ipatinga, Santana do Paraíso, Timóteo e Coronel Fabriciano) e também os localizados a um raio de 100 km de Ipatinga. Na Baixada Santista, as cidades de Cubatão, Santos, São Vicente, Guarujá e Praia Grande; e, em Minas Gerais, no cinturão formado pelas cidades de Itatiaiuçu, Mateus Leme, Itaúna, Igarapé e Brumadinho, e, em um raio de 100 km, no Estado, do município de Pouso Alegre.

Incentivo à economia regional

A seleção de fornecedores locais é priorizada pela Usiminas desde que possam ser mantidos os níveis adequados de atendimento técnico, qualidade, custos e competitividade. Para a Siderurgia, os fornecedores locais operam em parceria na produção de equipamentos e se aproximam da Companhia por meio do trabalho conjunto com associações e sindicatos locais.

Cartilha de compromissos

Com a divulgação da Cartilha do Fornecedor, a Usiminas esclarece de maneira didática as principais regras que norteiam as relações comerciais com os fornecedores da Companhia. A publicação informa sobre como se cadastrar, quais os principais requisitos e padrões de conduta exigidos, além de esclarecer dúvidas e estimular práticas sustentáveis na cadeia de valor.

Respeito ao trabalho

Não foram identificadas evidências de trabalho infantil, forçado ou análogo ao escravo na cadeia produtiva da Usiminas no período. A Companhia não emprega esse tipo de trabalho e não mantém relacionamento com clientes e fornecedores que assim procedam. Também respeita a legislação trabalhista em vigor e os direitos de povos indígenas, bem como as condições individuais de trabalho, declarando esses e outros compromissos no Código de Conduta.

Tamires de Faria e Mayana Pimenta – Projeto Xerimbabo – Mineração Usiminas – Itatiaiuçu (MG)

Reputação corporativa

A Usiminas gerencia a sua marca corporativa mantendo um relacionamento transparente com seus interlocutores. No fim de 2011, foi realizada uma pesquisa de imagem de marca pela Copernicus Consultoria e Marketing junto a clientes, fornecedores, empregados e formadores de opinião, cujos resultados serão analisados em 2012. O objetivo é trazer elementos de diagnóstico sobre a percepção de diferentes stakeholders em relação à Companhia, contribuindo não apenas para o planejamento das ações de comunicação, mas também para a tomada de decisão em outras áreas estratégicas da Usiminas.

Ainda no âmbito do monitoramento da reputação corporativa, a Companhia mensura o saldo de imagem de sua marca na imprensa, com periodicidade mensal. A verificação é feita por meio de uma ferramenta que analisa e pontua cada citação da Usiminas na mídia espontânea, segundo critérios de aderência da mensagem-chave pretendida, frequência e qualificação do espaço, obtendo-se um saldo de imagem mensal.

Em 2011, a Usiminas alcançou média mensal de +6,1, mesmo sendo um ano em que, em função de sua performance em geral, a Companhia esteve mais exposta à análise crítica da mídia. Esse resultado ficou praticamente em linha com o obtido em 2010 (+6,5). Táticas de comunicação, voltadas para uma análise apurada de riscos e oportunidades de exposição, contribuíram para a estabilidade do colchão de reputação na imprensa.

O processo de relacionamento da Usiminas com o público externo tem o suporte de um Comitê de Divulgação, criado em 2011, com a participação de representantes das áreas Jurídica, Auditoria, Contabilidade, Governança, Relações com Investidores e coordenado pela Comunicação Corporativa. O Comitê é responsável por validar todos os conteúdos de divulgação externa e desempenha papel importante na assertividade das informações.

Relações institucionais

Na defesa dos interesses da Companhia, a Usiminas mantém um diálogo transparente e regular com os representantes do Poder Público e acompanha regularmente as grandes questões que tramitam no Congresso Nacional, nas Assembleias Legislativas e nas Câmaras Municipais das localidades em que mantém operações, onde trabalha individualmente ou em conjunto com entidades de classe e/ou setoriais, seguindo todas as normas e leis vigentes.

A Usiminas participou de ações de defesa do interesse dos setores siderúrgico e industrial com autoridades federais, estaduais e municipais de sua área de influência, contribuindo com o aprimoramento da legislação e o esforço de preservação de empregos e de mercado para a indústria nacional.

Para 2012, a Usiminas continuará a mostrar às autoridades públicas a importância do setor na geração de riqueza e empregos no País, atuando nos foros que se fizerem necessários para assegurar sua operação de forma sustentável.

Maurício Ferreira e Renata Lima – Sede da Usiminas – Belo Horizonte (MG)

Combate à corrupção

Para combater as práticas de corrupção e suborno, a Usiminas utiliza e divulga aos empregados ferramentas específicas, além de ser signatária do Pacto pela Integridade e Combate à Corrupção do Instituto Ethos.

Plano de Auditoria: apura as denúncias recebidas por meio do Canal Aberto e desenvolve projetos para aprimorar os controles internos.

Projeto SOX: estrutura a Companhia para atender aos requisitos da lei Sarbanes-Oxley (SOX) para o processo de avaliação dos controles relacionados aos relatórios. Assegura a transparência, a confiança dos relatórios financeiros e a clareza dos papéis, as responsabilidades e a autoridade entre os diferentes níveis hierárquicos da Companhia.

Projeto Autoavaliação: aprimora a gestão dos contratos de terceiros e suporta a avaliação de fornecedores de serviços ao capacitar as áreas operacionais em metodologias e ferramentas.

Cartilha do Fornecedor: contém os principais requisitos e padrões de conduta que norteiam as relações comerciais com os fornecedores.

Investimentos incentivados

A Usiminas se vale de recursos próprios e também dos provenientes das leis de incentivos fiscais para a promoção de investimentos nas áreas de cultura, esportes, educação e inovação tecnológica. Em 2011, foram aplicados R$ 33,4 milhões, sendo R$ 25 milhões decorrentes de incentivos. A Usiminas não recebe recursos oficiais para o investimento em suas atividades operacionais.

Comunidade

A Usiminas fortalece o relacionamento com as comunidades das regiões em que opera, além de promover o desenvolvimento econômico e socioambiental local. Um comitê corporativo define a política de patrocínios da Companhia, sendo responsável pela alocação de 60% dos recursos aos projetos. Comitês locais definem a destinação dos outros 40% do montante de investimentos sociais. Esses Comitês foram criados em 2011 e permitem às equipes das unidades industriais participarem de forma efetiva em relação ao destino das verbas e à escolha dos projetos.

Investimentos em infraestrutura e outros serviços

O principal investimento em infraestrutura de interesse público realizado em 2011 foi a reforma do Aeroporto de Santana do Paraíso, de propriedade da Companhia. O projeto, da ordem de R$ 7,5 milhões, proporciona a melhoria do nível de serviço para a comunidade e a abertura de oportunidades de desenvolvimento para a região do Vale do Aço. Também em Santana do Paraíso (MG), a Usiminas está investindo R$ 9,5 milhões na construção da nova sede da Prefeitura, de uma escola e de um ginásio. As obras, que foram iniciadas em outubro de 2011 – e estão previstas para terminar em dezembro de 2012 – estão sendo feitas com aço fornecido pela Usiminas (200 t) e com 46% (19 trabalhadores) de mão de obra local.

Investimento em infraestrutura e outros serviços públicos Em milhares de reais
Centro Cultural Usiminas, Teatro Zélia Olguin, Fundação Clóvis Salgado 4.538.525,60
Reforma do Aeroporto de Santana do Paraíso 7.500.000,00
Construção de nova sede da Prefeitura, de escola e de ginásio em Santana do Paraíso 9.500.000,00


Projetos sociais

A Usiminas investe no desenvolvimento das comunidades da região por meio de projetos próprios ou de parcerias com organizações não governamentais e governos locais. Entre as ações de 2011, algumas merecem destaque.

Dia V: em sua 11ª edição pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), o Dia V mobilizou voluntários para trabalhar nas comunidades. Mais de 1.500 parceiros, empregados e seus familiares participaram de ações que beneficiaram 41 entidades nos municípios de Ipatinga, Coronel Fabriciano e Santana do Paraíso. Foram realizadas atividades ligadas à saúde, recreação e interação com idosos e à prestação de serviços de pintura, limpeza, manutenção elétrica e mecânica.

Projeto Mantiqueira: iniciado em 2003, incentiva a cidadania e garante os direitos de 70 crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos, que residem na comunidade Pedra da Mantiqueira, região próxima à Usina de Cubatão. O projeto desenvolve atividades de reforço escolar, iniciação esportiva, jogos, leitura, artes, informática, dança e oficinas de teatro. Em 2011, contou com 51 alunos inscritos, tendo 80% de frequência, 85% de aprovação escolar e 75% dos participantes encaminhados para entidades que recrutam jovens para o primeiro emprego.

Usiminas na Escola: projeto que começou em 1998 nas escolas de Ensino Fundamental da rede pública municipal de Santos, São Vicente e Cubatão. O projeto desenvolve um sistema de gestão da qualidade na educação para transformar essas escolas em centros de referência educativos e fortalecer nos alunos a consciência sobre valores morais e éticos como cidadãos. O projeto inclui ações em gestão escolar, educação pelo esporte e ambiental, envolvimento da comunidade, orientação profissional e motivacional. Em 2011, atendeu 240 alunos do 6º ao 9º ano das Escolas Municipais de Ensino Infantil e Ensino Fundamental Rui Barbosa (Cubatão/SP), UME Saulo Tarso Marques de Mello (São Vicente/SP) e UME Florestan Fernandes (Santos/SP). No ano, foram investidos R$ 211.580 no Usiminas na Escola.

A educadora social Dayana Cerqueira com crianças do Projeto Mantiqueira – Cubatão (SP)

Parcerias locais

A Usiminas também desempenha o papel de articuladora de projetos sociais, atuando em parcerias para promover o desenvolvimento das regiões em que opera.

Time de vôlei  – Usipa – Ipatinga (MG)

Destaques na Usina de Ipatinga

Movimento Trânsito Mais Seguro: educou motoristas, motociclistas e pedestres para prevenir acidentes, em parceria com a Polícia Militar.

Rede Ambiental Verde Vida: em conjunto com a Polícia Militar de Meio Ambiente e Trânsito, entidades e outras empresas, promove a conscientização e educação ambiental na região do Vale do Aço.

Quartel Conjunto de Policiamento Ostensivo Geral e Policiamento de Meio Ambiente da cidade de Pingo d’Água: inaugurado em 2011, em parceria com o Ministério Público do Meio Ambiente e a Polícia Militar de Minas Gerais.

Programa Garimpando Oportunidades: lançado em março para identificar fornecedores e alternativas de geração de trabalho nos municípios em que a Companhia atua. É feito em conjunto com o Sindicato Intermunicipal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Ipatinga. Só em 2011, foram levantadas mais de 130 oportunidades de novos negócios e 36 potenciais fornecedores.

Destaques na Usina de Cubatão

Promoção da Saúde: a Companhia estreitou parceria com a prefeitura de Cubatão em favor da preservação ambiental, da geração de emprego e da melhoria das condições de saúde ao assinar um protocolo de intenções focado na área de saúde pública. A iniciativa envolverá estudos para desenvolver programas e ações de gestão que melhorem os serviços de saúde no município, por meio da troca de experiências entre os profissionais da prefeitura local e da Fundação São Francisco Xavier.

Qualificação Profissional da Comunidade: o projeto, em parceria com o Senai, ofereceu à comunidade 700 vagas em diversos cursos técnicos que qualificaram jovens e adultos, preparando mão de obra para a própria Usiminas e para outras empresas de Cubatão e da região. Os cursos foram definidos para atender às necessidades apontadas pelos levantamentos promovidos pela Prefeitura, através do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT).

Centro de Qualificação da Mulher: em 2011, em parceria com o Senai e a Prefeitura de Cubatão, a Usiminas inaugurou o Centro de Qualificação Profissional da Mulher, com o objetivo de ampliar as condições de qualificação profissional da mulher para a inserção no mercado de trabalho. O Centro é localizado dentro da Usina de Cubatão e oferece aulas teóricas e práticas sobre construção civil. Nesse primeiro ano de ação, 64 alunas já se formaram nas qualificações de pedreira assentadora, pedreira revestidora, armadora de ferro, eletricista e pintora.

Formare: para desenvolver o potencial de jovens de famílias de baixa renda residentes em Cubatão e possibilitar a inserção deles no mercado de trabalho, o Formare oferece o Curso de Operador de Processos de Produção Siderúrgica para 25 adolescentes de 17 e 18 anos. As aulas são realizadas dentro da Usiminas, de segunda a sexta-feira, e ministradas por educadores voluntários. Em 2011, os índices obtidos indicaram: melhoria no desempenho, que resultou na aprovação de 100% dos alunos, sendo que 50% foram admitidos pela Usiminas e os outros 50% participaram de processo de seleção.

Agenda 21: a Usiminas manteve seu apoio à comissão permanente da Agenda 21 em 2011, em Cubatão. Nesse município, ações previstas pelo modelo de desenvolvimento sustentável estão programadas até o ano de 2020, em parceria com a prefeitura e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp). Entre as áreas de atuação estão gestão pública, cultura, adequação urbana, educação, esporte, meio ambiente, capacitação e saúde, temas de interesse direto da comunidade.

Crianças do maternal do Colégio São Francisco Xavier – Ipatinga (MG)

Outras localidades

Chocolatão: a Soluções Usiminas participou ativamente de um grande projeto da prefeitura de Porto Alegre (RS) para o remanejamento habitacional da Vila Chocolatão, no centro da capital. As famílias foram realocadas para o bairro de Protásio Alves, na Zona Leste. Na região, a Soluções Usiminas implantou, em maio, uma Unidade de Triagem de Lixo, com equipamentos de reciclagem e infraestrutura para o trabalho de até 160 pessoas, em dois ou três turnos. No novo loteamento, foi instalada uma unidade industrial de reciclagem de resíduos, fruto de parcerias públicas e privadas comprometidas com a comunidade. A ONU irá levar a iniciativa ao resto do mundo através do Projeto Cidades Sustentáveis. O interesse veio através das parcerias realizadas para a construção do loteamento que envolveu o poder público e a iniciativa privada.

O Projeto também recebeu o Prêmio Caixa Melhores Práticas em Gestão Local 2011/2012, destinado à valorização de iniciativas exclusivas, inovadoras e sustentáveis que melhoram a vida dos brasileiros.

Fundação São Francisco Xavier

Instituída pela Usiminas, a FSFX é uma entidade filantrópica de direito privado com grande relevância social no Leste de Minas. Sob sua administração, está o Hospital Márcio Cunha, primeira entidade hospitalar do Brasil a obter o certificado de Acreditação com Excelência, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Por sua qualidade e segurança, é referência em assistência hospitalar na macrorregional Leste de Minas, com 35 municípios e mais de 785 mil habitantes.

Mesmo diante de um cenário deficitário de leitos hospitalares na região, grande parte dos atendimentos é voltado ao SUS:
80,3% dos partos, 62,09% das internações e 87,10% das sessões de hemodiálise.

Está em curso o Plano Diretor de Obras do Hospital Márcio Cunha 2012-2016, que prevê ampliação e modernização das suas instalações, totalizando R$ 33,2 milhões em investimentos.

Na área de saúde, administra também o Centro de Odontologia Integrada (COI), que proporciona saúde bucal a custos acessíveis. O COI possui 31 unidades de atendimento, distribuídas em três clínicas: Clínica de Odontologia de Promoção da Saúde, que realiza atendimento preventivo para clientes de todas as idades; Clínica de Odontologia Básica Restauradora, que realiza restaurações plásticas, protéticas, restaurações em resina e clareamento dental; Clínica de Especialidades, com tratamento em próteses removíveis, coroas e facetas estéticas, cirurgias oral e periodontais, canal e tratamento dos transtornos da oclusão.

A Fundação São Francisco Xavier administra ainda o Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT Coletivo), que atende prestadores de serviços da Usiminas na Usina de Ipatinga. Oferece serviços de medicina ocupacional e segurança do trabalho, de acordo com os critérios da norma regulamentadora do Ministério do Trabalho.

Outro negócio administrado pela FSFX é o Colégio São Francisco Xavier, o primeiro do País ao alcançar a certificação de seu Sistema de Gestão da Qualidade para Instituição de Educação de níveis Fundamental e Médio, segundo as Normas ISO. Recentemente, o colégio ampliou seu atendimento incorporando cursos técnicos de Enfermagem, Análises Clínicas e Mecânica, maternal II e III, aulas de Inglês e Espanhol e MBA das Organizações em Saúde. O Colégio oferece um programa de bolsas de estudo destinado às crianças e jovens oriundos de famílias socioeconomicamente carentes da comunidade do Vale do Aço. Em 2011, foram concedidas aproximadamente 370 bolsas a alunos efetivamente carentes, distribuídas no Ensino Fundamental e no Ensino Médio.

A Fundação São Francisco Xavier (FSFX) instituiu em dezembro de 2009 a Fundação Usisaúde.

Atendimentos no Hospital Márcio Cunha
  2010 2011
Exames de patologia clínica 937.301 1.090.566
Consultas ambulatoriais 221.786 243.701
Atendimentos no pronto-socorro 88.335 89.761
Sessões de hemodiálise 32.750 34.688
Internações 31.763 32.332
Atendimentos no centro obstétrico 20.201 19.865
Partos 6.100 6.221
Cirurgias 15.215 15.091
Transfusões 9.661 10.332
Transplantes renais 33 36
Kelly Silva e Fausto Oliveira –<br> Hospital Márcio Cunha Ipatinga (MG)


Instituto Cultural Usiminas

Com atuação focada na inclusão, formação e desenvolvimento do cidadão, o Instituto Cultural Usiminas apoiou, em 2011, 162 projetos por meio das leis de incentivo à cultura e ao esporte (Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e São Paulo, Lei Federal de Incentivo à Cultura, Lei Federal de Incentivo ao Esporte e o Promifae de Santos). As ações e parcerias movimentaram aproximadamente
R$ 25 milhões em patrocínios. Esses investimentos são acompanhados pelo Instituto Cultural Usiminas.

Um dos destaques dos projetos apoiados foi o Circuito Cultural Usiminas. A iniciativa levou diversos espetáculos de música, teatro e circo, além de oficinas e exibição de filmes, a seis municípios do interior mineiro. Em sua segunda edição, o Circuito dobrou o número de cidades atendidas e triplicou o de espectadores. Mais de 30 mil pessoas acompanharam a programação em praças, escolas e ginásios de Pouso Alegre, Santana do Paraíso, Itatiaiuçu, Igarapé, Mateus Leme e Itaúna (municípios nos quais a Companhia atua).

Já as atividades promovidas pela Ação Educativa – que visa facilitar a relação do público com as diversas linguagens artísticas – contaram com a presença de 23 mil pessoas, entre professores, estudantes, universitários e artistas da região do Vale do Aço.

O Instituto Cultural Usiminas é também responsável por gerir espaços culturais próprios. Em 2011, mais de 120 mil pessoas marcaram presença nas 346 peças e shows apresentados no Teatro do Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga. A marca representou um aumento de 8% em relação ao ano anterior. No Teatro Zélia Olguin, também em Ipatinga, foram aproximadamente 32 mil espectadores, com a realização de 274 espetáculos.

Para saber mais, acesse
www.institutoculturalusiminas.com

Galeria de Arte Hideo Kobayashi – Centro Cultural Usiminas – Ipatinga (MG)