Usiminas

Importantes investimentos permitem à Mineração Usiminas dar um salto de capacidade de 8 milhões de toneladas/ano para 12 milhões de toneladas/ano de minério de ferro. A conquista desse novo patamar se deve à implantação do Projeto Friáveis, que visa obter minério com qualidade superior, teor de ferro mais elevado e baixo nível de impureza para atender com mais eficácia o mercado externo e a as próprias usinas siderúrgicas da Usiminas.

O Projeto Friáveis é formado por duas usinas de beneficiamento de minério, sendo a Instalação de Tratamento de Minério (ITM) Samambaia, na Mina Oeste, e a ITM Flotação, na Mina Central.

A ITM Samambaia é dividida em dois circuitos: o seco, que envolve britagem, peneiramento e empilhamento do minério; e o úmido, que vai concentrar o material e gerar o sinter feed, minério formado por partículas entre 6,35mm e 0,15mm. Esse produto vai para as plantas de sinterização na siderurgia, onde é transformado em sinter e usado para compor a carga metálica dos altos-fornos.

A ITM Flotação conta com uma parte do material da ITM Samambaia, bem como rejeitos grossos e de barragens, para produzir pellet feed, que tem partículas mais finais, abaixo de 0,15mm, que será obtido por processo de concentração por flotação, seguido de filtragem à vácuo, gerando um concentrado final com teor de Ferro superior a 65% e umidade próxima a 10%.

Informações Relacionadas