Usiminas

Usiminas realiza novos negócios no mercado de energia da Argentina

20-09-2018

A Usiminas realizou recentemente novas vendas no mercado argentino que reforçam sua capacitação para operar no mercado internacional. A companhia já iniciou o embarque de 30 mil toneladas de aço para o campo petrolífero de Vaca Muerta, onde o aço produzido nas usinas de Ipatinga (MG) e Cubatão (SP) será transformado em cerca de 100 quilômetros de tubos, fabricados pela Tenaris Siat e Tenaris Confab, para o transporte de gás de xisto. A outra venda, inédita no segmento e um marco na história comercial da Usiminas, prevê o fornecimento de aço para a implantação de torres eólicas na região de Bahía Blanca.

Para o projeto das torres eólicas, a Usiminas deverá produzir para a espanhola GRI Renewable Industries, cerca de 4 mil toneladas de aço.  Os embarques, em dois lotes, devem ser concluídos até o final deste mês de setembro. A expectativa do vice-presidente Comercial da Usiminas, Miguel Homes, é que o contrato seja o pontapé para o desenvolvimento, na Argentina, de uma relação sólida já estabelecida com dinamarqueses, espanhóis, alemães e americanos no mercado brasileiro.  O país vizinho anunciou uma estratégia que tem por objetivo aumentar o consumo de energia não poluente para 20% do consumo total até 2025.

“Desde 2010, quando iniciamos o fornecimento pioneiro de aço para projetos de energia renovável eólica, a Usiminas já entregou cerca de 650 mil toneladas de produtos para esse segmento”, informa o gerente de Contas de Energias Renováveis da Usiminas, Victor Salim.  “Agora, a concretização desse novo negócio na Argentina é um importante passo no desenvolvimento de relações cada vez mais sólidas com nossos parceiros globais”, acrescenta Miguel Homes.

Gasodutos

Para atender a exploração na região de Vaca Muerta, considerado o maior projeto energético da Argentina, a Usiminas está fornecendo chapas grossas e bobinas. Segundo Homes, “somos a única empresa na América Latina homologada a fornecer chapas e bobinas com as características exigidas pelo projeto.”

“Além disso, nosso laminador de tiras a quente em Cubatão nos possibilita produzir bobinas mais largas, acima de 1.900 mm, necessárias aos tubos de 24” de diâmetro externo que são fabricados via processo de solda ERW (Electric Resistance Welding)”, afirma Hermes Hinuy, gerente de Contas de Tubos de Grande Diâmetro.

O executivo lembra que este é o segundo embarque da Usiminas para projetos de gás na Argentina. Há um ano, a companhia embarcou 16 mil toneladas de bobinas e chapas grossas para a Tenaris Siat na Argentina, onde seriam aplicados na fabricação de tubos para exploração de gás no campo Fortin de Piedra, na província de Neuquén, no Oeste do país.

Conforme o último balanço trimestral publicado pela empresa, a Argentina foi o principal destino das exportações da Usiminas, com participação, no período, de 34% do volume total vendido fora do Brasil.

Foto: Laminador de Tiras a Quente a Usina de Cubatão – crédito Ian Lopes


Categorizados em: Notícias, Releases