Blog da Usiminas

Centro de Pesquisa da Usiminas completa 50 anos de desenvolvimento do aço

Localizado na Usina de Ipatinga e considerado o maior do gênero na indústria do aço da América Latina, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Usiminas completou 50 anos de atividades no mês de outubro. Com uma equipe de profissionais altamente qualificada, o local tem sido responsável pelo desenvolvimento de aços de alto valor agregado para automóveis mais seguros e com menos impacto ambiental, para instalação de torres de energia eólica e solar e tantas outras aplicações que passaram a ser demandadas pela indústria brasileira.

As atividades de pesquisa estão alinhadas aos cenários nacional e internacional, o que propicia à Usiminas maior agilidade na antecipação das necessidades dos clientes. Suas ações são direcionadas para absorver, gerar e disseminar conhecimentos científicos e tecnológicos voltados para o desenvolvimento e melhoria de produtos em aço, à otimização dos processos industriais e redução de custos, sempre integrados aos conceitos de sustentabilidade.

O presidente da empresa, Sergio Leite, afirma que ao longo de sua história, a Usiminas sempre buscou aprimorar produtos e processos, investindo em tecnologias e gerando soluções inovadoras nesse segmento. “A necessidade das empresas de se manterem competitivas em um mercado cada vez mais acirrado como o de produção e beneficiamento do aço, levam as companhias a investirem estrategicamente em pesquisa e desenvolvimento, criando soluções para aprimorar os seus processos e serem cada vez mais eficientes e sustentáveis”, enfatiza.

O Centro de P&D, está integrado com todas as unidades da Usiminas e vem sendo um dos grandes diferenciais competitivos da companhia, contribuindo para o seu desenvolvimento tecnológico e potencializando-a como desenvolvedora de aços de extrema qualidade.

Conhecimento

Hoje o Centro de Pesquisas da empresa ocupa uma área de 13 mil metros quadrados e conta com uma equipe de cerca de 100 profissionais, entre pesquisadores, cientistas e técnicos. Com foco em treinamento e capacitação, 69% do efetivo possuem mestrado, 13% doutorado e 12% especialização.  Além de investimentos em treinamentos e parcerias com universidades, siderúrgicas e centros de pesquisa no exterior como Japão, Estados Unidos, Inglaterra e França.

“Nosso objetivo é sempre estar à frente do nosso tempo, caminhando na vanguarda do conhecimento. Buscamos aumentar e treinar a nossa equipe, incluindo, cada vez mais mestres e doutores ao time. Além de investimentos em equipamentos sofisticados, desenvolvimento de técnicas de análises e simulações para otimizar os processos siderúrgicos. Tudo isso com foco em desenvolver novos aços, melhorar a qualidade dos existentes e apoiar nossos clientes para o melhor desempenho de seus produtos e processos”, afirma o gerente-geral do Centro de P&D da Usiminas, Carlos Salaroli.

Produtos

Na área de produtos, onde são aplicados os maiores esforços de P&D, os principais objetivos, segundo o gerente do Centro, são o desenvolvimento de novos aços e aprimoramento dos já produzidos para o mercado automotivo, eletroeletrônico, utilidades domésticas, embalagem, construção civil, máquinas pesadas, tubos, plataformas e navios. Os tipos de aço para cada uma dessas finalidades vêm evoluindo ao longo do tempo e para Salaroli, uma das metas é conseguir estar sempre se antecipando às demandas dos diferentes mercados.

Na área automotiva, por exemplo, ele lembra que a demanda é crescente por veículos mais compactos, econômicos, menos poluentes, mais seguros e com designs mais complexos. Para isso, os estudos do Centro de Pesquisa estão voltados para aços com maior resistência mecânica, que permitem a redução do peso dos automóveis por meio da utilização de chapas com menor espessura e desempenho igual ou superior na estrutura do carro. Além de alta resistência mecânica, estão voltados também para os aços que demandam elevada capacidade de absorção de energia contribuindo, dessa forma, para mais proteção aos passageiros durante uma eventual colisão.

Confira como foi o webinar da ABM

Em comemoração aos 50 anos do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, a Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM) promoveu mais uma edição do projeto Difusão Digital com o webinar “50 anos do Centro de Pesquisa da Usiminas – Conquistas e Desafios”.

O encontro virtual aconteceu no dia 19 de outubro com apresentação de algumas das soluções mais inovadoras desenvolvidas pela empresa.

Não conseguir participar? Quer assistir novamente? Confira o webinar na íntegra abaixo e saiba mais sobre o processo de desenvolvimento do aço Usiminas, no capricho para você.