Blog da Usiminas

Legado histórico: Usiminas inaugura Centro de Memória em Ipatinga

 

Espaço único no gênero, local é mais um legado histórico, social e cultural da empresa para as comunidades do Vale do Aço, de Minas e do Brasil.

Como parte das comemorações de seus 59 anos de operação, a Usiminas entregou à população nesta terça-feira, 26 de outubro, um novo equipamento cultural na cidade de Ipatinga. Instalado no prédio do Grande Hotel, até então fechado à visitação pública, o Centro de Memória Usiminas dá ao público acesso, de maneira interativa e com recursos de tecnologia, à história da indústria do aço, da própria Usiminas e do município.

A solenidade de inauguração do espaço contou com a participação do presidente da Usiminas, Sergio Leite, do secretário de Estado de Cultura e Turismo do Governo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, do prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes, do presidente da Nippon Steel América do Sul, Yuichi Akiyama, do presidente da Ternium Brasil, Marcelo Chara, do presidente executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo Lopes entre outros prefeitos, líderes e autoridades.

“A Usiminas está comprometida com seu papel de agente de desenvolvimento econômico, social e ambiental no Vale do Aço e no país. Seguimos trabalhando fortemente em uma agenda ESG abrangente, que incentive as ações sociais em saúde, esporte e cultura nas comunidades em que estamos presentes, a diversidade, a preservação ambiental e a ação efetiva contra as mudanças climáticas – principal desafio da humanidade nesse momento”, destacou o presidente da Usiminas, Sergio Leite.

Para conferir como foi a inauguração do Centro de Memória Usiminas, com direito a uma visita guiada pelo local, basta conferir a live na íntegra no nosso canal no Youtube.

O Centro de Memória Usiminas

Além do acervo histórico, o local exibirá, também, importantes obras de alguns dos mais representativos nomes das artes moderna e contemporânea do país. São pinturas e esculturas assinadas por nomes como Amílcar de Castro, Tomie Ohtake e Bruno Giorgi, reunidas pela empresa ao longo de sua história e que antes tinham acesso restrito aos colaboradores.

O Centro de Memória Usiminas abre suas portas em um prédio que é patrimônio arquitetônico da cidade de Ipatinga e com a expectativa de reforçar um conjunto de bens que foram recentemente restaurados pela empresa e entregues à população como a Academia Olguin, a Estação Pedra Mole e a Fazendinha. 

Viagem ao passado

Presente na inauguração, o secretário de Estado de Cultura e Turismo do Governo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, enalteceu a importância do equipamento cultural para o Estado de Minas Gerais e para o município de Ipatinga.  “Quando a Usiminas se propõe a criar um Centro de Memória onde se valoriza a história do lugar, representa muito. Sobretudo porque em Minas nós não temos uma pinacoteca e a Usiminas tem obras de arte riquíssimas de todo o território de Minas Gerais. Colocar isso em Ipatinga é colocar Ipatinga também na centralidade da arte no Estado de Minas Gerais” afirmou.  

O historiador e curador do espaço, Rodrigo Vivas, acrescenta que diferentemente de um museu, o Centro de Memória é vivo e tem o conceito de conversar com as pessoas, de abrigar não só objetos, como também, apresentar para a população todo um acervo interativo de conhecimento, memória, cultura e inovação. “A população vivenciará, de forma prática, toda a essência da Usiminas: dos seus processos produtivos às suas práticas de sustentabilidade e tecnologia, bem como, ter acesso à exclusivas obras de arte. Além disso, resgatamos a história do Vale do Aço, tivemos várias escutas com a comunidade, que também são atores da construção desses fatos. Precisamos preservar a nossa história, a nossa memória”, destaca Vivas.

Grande Hotel

Localizado no bairro Castelo, o Grande Hotel Ipatinga foi construído pela Usiminas ainda durante a implantação da usina como importante espaço para hospedar empreendedores siderúrgicos, autoridades nacionais e internacionais, assim como para a realização de eventos. O projeto é do arquiteto Rafael Hardy Filho e a inauguração ocorreu em 1961. O hotel funcionou até os anos de 1990 e foi tombado como patrimônio cultural municipal em 2000, sendo conservado pela Usiminas.

Instituto Usiminas

Responsável pela implantação do Centro de Memória Usiminas, o Instituto Usiminas foi criado em 1993 para atuar em iniciativas nas áreas cultural, esportiva e social. É responsável pela gestão de outros importantes equipamentos culturais em Ipatinga, como o Centro Cultural Usiminas, que conta com o teatro, a Galeria Hideo Kobayashi e a Biblioteca Central de Ideias, além do Teatro Zélia Olguin, outro patrimônio tombado do município. Desde sua criação, é responsável pela gestão dos patrocínios aos projetos apoiados pela Usiminas, por meio das leis de incentivo. 

   

Visitação ao Centro de Memória Usiminas

Funcionamento: de quarta-feira a sábado, das 10h às 18h e no domingo das 10h às 13h

Reservas para visitação: Agendamentos de grupos e visitas mediadas pelo WhatsApp do Educativo do Instituto Usiminas (31) 98437-3330

Site: https://www.institutousiminas.com/

Entrada gratuita

Quer saber mais sobre as comemorações do aniversário de 59 anos da Usiminas? Confira!