Usiminas é premiada internacionalmente

A Usiminas recebeu o prêmio Excelência em Sustentabilidade da World Steel Association, pelo programa Caminhos do Vale. A cerimônia foi realizada em Bruxelas, na Bélgica, durante a 44ª edição da conferência anual da entidade, e reuniu líderes dos principais grupos siderúrgicos mundiais. O presidente da Usiminas, Sergio Leite, representou a empresa no evento.

Desenvolvido há cerca de três anos, o Caminhos do Vale destina o agregado siderúrgico com alta resistência ao desgaste, gerado no processo de produção de Aciaria, para a pavimentação de estradas rurais na região do Vale do Aço (MG).

Em contrapartida à doação do produto, as prefeituras participantes se comprometem com o desenvolvimento de programas socioambientais em prol das comunidades e com a recuperação de nascentes.

Desde o lançamento do programa, mais de 1,3 milhão de toneladas de agregado já foram utilizadas em cerca de 850 quilômetros de estradas rurais, na restauração de 50 km de vias urbanas e na recuperação de 35 pontes, encostas e áreas degradadas no colar metropolitano do Vale do Aço, beneficiando cerca de 850 mil pessoas. Aproximadamente 935 nascentes também já foram identificadas e recuperadas neste período. O sucesso da iniciativa também rendeu a inclusão da Usiminas no Banco de Boas Práticas da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), da Fundação Estadual do Meio Ambiente (FEAM) e também o Prêmio Hugo Werneck, uma das mais importantes premiações ambientais do Brasil.

“Receber esse prêmio em meio a tantas iniciativas relevantes nos traz uma grande alegria. Nossa empresa nasceu no Vale do Aço e temos muito orgulho em apresentar ao mundo uma iniciativa da equipe Usiminas, que nasceu localmente, mobilizou as comunidades vizinhas e que já mostra potencial para muitos desdobramentos”, avalia Sergio Leite.


Premiação Internacional

O Steelie Awards é uma iniciativa da World Steel Association que reconhece empresas e personalidades do mercado siderúrgico por suas contribuições para a indústria no último ano. A categoria Excelência em Sustentabilidade premia iniciativas que trouxeram impactos positivos nos três pilares da sustentabilidade – social, ambiental e econômico. A premiação avalia, ainda, o alcance das ações e o envolvimento das comunidades e outros públicos na iniciativa. A avaliação dos projetos inscritos é feita por um grupo de julgadores internos e externos à associação. Além da Usiminas, a ArcelorMittal Tubarão, localizada em Vitória (ES) também recebeu o troféu na categoria.


Duplo reconhecimento

Outro programa da Usiminas, o “Mãos Seguras” foi agraciado na categoria Segurança Ocupacional, do Safety and Health Excellence Recognition, dentro do mesmo evento promovido pela Worldsteel. No Mãos Seguras, os empregados são incentivados a desenvolver dispositivos que eliminem ou reduzam a exposição de suas mãos aos riscos de acidentes. Muitas destas ideias já se tornaram realidade e funcionam nas áreas de produção e manutenção, contribuindo para um ambiente de trabalho mais seguro. O reconhecimento ao projeto também é especial, pois comprova o nosso compromisso na busca pela melhoria dos resultados de segurança e pelo zero acidente.



E vem novidades por aí...

A expectativa da Usiminas é que os resultados sejam ainda melhores em 2018 com a chegada de novos parceiros e a ampliação das atividades para mais 10 cidades do entorno do Vale do Aço (MG), totalizando 36 municípios participantes. “A grande procura por informações sobre o programa e o crescimento das adesões mostra que estamos conquistando resultados reais para a população, por meio da atuação conjunta entre poder público, empresas e entidades diversas. Queremos juntos buscar soluções para o desenvolvimento de nossas comunidades”, avalia o diretor da Usina de Ipatinga (MG), Roberto Maia.

Outra novidade para esse ano é a aplicação do agregado siderúrgico, com tratamento especial, também na recuperação de matas ciliares. Estudos realizados nos últimos meses indicam que o material apresenta bons resultados como corretivo do solo e contribui para a estabilização das margens de rios e córregos durante o período de crescimento das árvores.

Download « Voltar a home